1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
  (31) 3074-3000 |  novoagro@inaes.org.br

0
0
0
s2sdefault

Hackathon Santa Rita do Sapucai vencedores

O último fim de semana foi de maratona para onze equipes que participaram do 1º Hackathon AgroUp da Cadeia do Leite, em Santa Rita do Sapucaí. O desafio do agronegócio lançado pelo Sistema Faemg – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais, em parceria com o Núcleo de Empreendedorismo e Inovação do INATEL, a CooperRita e o Sebrae.

A equipe vencedora foi a Leite Coin, coordenada pelo técnico em agropecuária, André Vidone, e apresentou solução para o pagamento do leite. Ele, junto dos outros integrantes, desenvolveram um aplicativo, em que o produtor transforma o leite em moeda virtual. “O produtor vai vender o seu leite para a cooperativa e essa venda será a garantia para o produtor, por meio do aplicativo, fazer as compras de seus produtos. Reviramos noites buscando viver isso tudo. Foi forma mais segura que encontramos para que o produtor não espera até 60 dias para receber”, explica André.

O trabalho de imersão começou às 18h da sexta-feira (25) e finalizou às 18h de domingo (27). Foram 48 horas de trabalho em ritmo acelerado. Os mais de 50 participantes apresentaram soluções em inovações e tecnologias voltadas para a pecuária de leite.

48981339846 c65fa2faed c

Em segundo lugar, a startup “Assistente Mimosa” desenvolveu uma forma para melhorar a gestão no controle de dados e informações do animal. Eles utilizaram inteligência artificial. “Criamos um sistema com sensores, no qual o produtor poderá controlar a produção do leite por animal/dia. Tivemos o apoio dos mentores que auxiliaram no desenvolvimento da nossa tecnologia”, comenta o líder da equipe Lucas Chiomark.

Já a startup “Extro ID”, terceira colocada na maratona, apresentou a tecnologia para o controle do período do cio animal; já que o atraso pode gerar prejuízo para o produtor. Eles construíram uma ferramenta inovadora que fará a avaliação da temperatura e movimentação do animal. “Foram 48 horas de trabalho intenso. Mas interessante e muito válido. É fundamental ouvir os problemas dos produtores. Pudemos ver que o mercado do agro é grande com inúmeras oportunidades”, conta o engenheiro elétrico Evandro Souza, integrante da equipe que ficou com o terceiro lugar.

48968562471 92f997a35a c

A menção honrosa pelo trabalho desenvolvido foi entregue para a equipe “Muunitoe”, do líder João Guilherme Ferreira da Silva. Eles também desenvolveram uma tecnologia para avaliar o período do cio do animal. “Percebi que não sabia nada sobre produção de leite – temos que ouvir mais o produtor”, relata o estudante do curso técnico de eletrônica, com ênfase em automação, na Faculdade de Santa Rita do Sapucaí, João Guilherme.


Prêmio -  A equipe vencedora recebeu o prêmio de R$ 5 mil, e terá a chance de receber mentorias após o evento, conhecer o programa NovoAgro 4.0 do Sistema FAEMG, e descobrir como se beneficiar do ecossistema de inovação AgTech para impulsionar a sua ideia e realmente transformá-la em negócio. “Esse evento é um marco dentro do Sistema Faemg – é uma importante ação – o Agro necessita de inovações, tecnologias e novas ideias – o evento foi uma oportunidade de conectar todo o sistema do agronegócio Acho muito positiva a iniciativa e penso que devemos continuar e promover mais ações assim”, diz a Superintendente do INAES Silvana Novais.

“Nós, quando recebemos a visita do SISTEMA FAEMG, achamos importantíssimo o apoio nesse evento; que veio de encontro com a linha de trabalho da cooperativa, que desenvolvemos junto ao INATEL. É preciso buscar tecnologia e inovação, pessoas interessadas em nosso setor; levar as cabeças pensantes para dentro das fazendas. Pretendemos captar um número grande de jovens interessados no setor do agronegócio”, diz o presidente da CooperRita - Carlos Henrique Moreira Carvalho.

A Assessora Técnica do SENAR Nacional, Thaise Sarmento – diz que esses desafios são essenciais para o desenvolvimento da área do Agro – “Buscamos soluções para o produtor no campo. Esse levantamento feito no campo contribui para soluções inovadores e tecnologias que vão auxiliar o produtor rural”. Segundo Thaise, atualmente esse programa é realizado em cinco estados brasileiros. No próximo ano será ampliado para todo o Brasil - “Estamos construindo uma metodologia, ajustando a parte técnica entre outros e o sistema de inovação”.

48968742287 cdd5fc0174 c

Breno Mendonça, analista técnico de agronegócio do Sebrae/MG – completa que esse tipo de ação é importante porque leva inovação para o campo. “Esse tipo de projeto é um ganho coletivo para o agronegócio. Nessa conexão surgem ideias, protótipos e software que serão testados e colocados em prática no campo. Aqui é o começo de tudo”, comenta.

Para Eduardo Esteves Zanin, professor de Marketing e gestor de pré-incubação do INATEL, a missão do instituto é formar profissionais e investir no empreendedorismo – criação de novos negócios e vão contribuir na formação dos novos alunos. O Agro, hoje, precisa ser mais cuidado. Temos muito potencial e tecnologia para ser explorada, gerar renda e emprego”.

Kimberly Montagner, coordenadora de Implantação de Inovação na Suavitex, explica que o Agro tem sido cada vez mais tecnológico: “a oportunidade de crescimento está na inovação e na tecnologia. Temos um acordo de cooperação técnica junto ao Senar, e estamos como executores do projeto. Temos acompanhado desde o início das ideias até aplicação no campo”.


Inovação e tecnologia no campo

Hackathon é uma maratona que reúne hacker na criação de soluções para problemas de diversos setores. No 1º Hackathon AgroUp, os competidores tiveram que criar respostas tecnológicas e de impacto para os três desafios reais apresentados, sendo um do produtor rural, um da cooperativa e outro da indústria.

A ideia principal do 1º Hackathon AgroUp foi fomentar a criação de soluções para o Agro. As equipes tiveram conexão com mentores e contato com produtores rurais.


Clique na imagem abaixo para visualizar a galeria de fotos do evento:

Hackathon - Cadeia do Leite

CONTATO

Avenida do Contorno, 1.771
Floresta, Belo Horizonte, 30.110-005

  (31) 3074-3000

  (31) 3074-3030

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  

1LINK FACEBOOK   1 LINK INSTAGRAM  
back topT2